terça-feira, 12 de junho de 2012

Bombeiros, heróis do fogo!


Hoje, a EA, recebeu os Sds Vilcemar( acadêmico da FAMES) e Dias, do Corpo de Bombeiros de Santa Maria. O objetivo da presença deles na EA foi de nos instruir sobre o fogo, o incêndio, de como nos prevenir e de como agir quando ocorrer um princípio de incêndio. Segundo eles, há fogo quando este elemento está sob o nosso controle, quando ele foge ao nosso controle passa a ser um incêndio. Interessante, não? Destaque também para a definição do triângulo do fogo constituido de O2, Combustível (tudo o que queima) e Calor, os 3 elementos necessários para que haja um incêndio. Importante foi saber as classes de extintores: Classe A - contendo água - utilizado para combater incêndio em madeira, papel, tecido, aquilo que deixa resíduos; Classe B - contendo pó - utilizado para combater incêndio em líquidos inflamáveis; Classe C - contendo espuma - usado para combater o incêndio em equipamentos eletrônicos. Conhecemos os uniformes que compõem a proteção usada para que os bombeiros possam entrar em contato com o fogo com menor risco de queimaduras. Entre as curiosidades ficamos sabendo que  o 1º Quartel do Corpo de Bombeiros de Santa Maria data de 16/03/1955 e funcionava na Rua Vale Machado, onde hoje funciona a Câmara de Vereadores. A instalação do Corpo de Bombeiros na atual sede, na Rua Niederauer, se deu em 16/03/1966. Também tomamos conhecimento  da existência de uma Associação dos Bombeiros do RGS da qual fazem parte 3 mil bombeiros  que lutam pela separação do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar com a justificativa de que, sendo serviços completamente diferentes, sua separação daria maior autonomia inclusive para a busca de maiores recursos financeiros para equipar o serviço. São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais são os únicos estados em que a corporação dos bombeiros faz parte da Brigada Militar. Outro dado importante é sobre o efetivo de Santa Maria que está distribuido em 3  quartéis o do Parque Pinheiro,  o do Centro e o  de Camobi. Existem em torno de  104 homens e mulheres dos quais 80 são utilizados no atendimento e em serviços burocráticos e 40 são efetivamente combatentes de incêndios. Devido ao adiantado da hora, ficaram para uma outra oportunidade as demonstrações das manobras de pronto socorro, imobilização, reavivamento utilizadas pelos bombeiros quando necessárias.
Resta dizer que todo e qualquer serviço prestado pelos militares é da maior importância mas, sem dúvida alguma, os bombeiros são heróis porque se dispõem a usar a própria vida para salvar o seu semelhante. Que Deus abençõe estes abnegados soldados do fogo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do que leu? Comente, seu comentário vai nos deixar muito felizes.