Pular para o conteúdo principal

EA no VI Fórum Gaúcho das IES com ações voltadas ao envelhecimento humano.

Coral do Programa de extensão do IPA

Momento da abertura do VI Fórum pela Pastoral.
Grupo de percussão do IPA
A EA foi representada no VI Fórum Gaúcho das IES com ações voltadas ao envelhecimento humano nos dia 25/26 de outubro últimos. Este evento ocorre a cada dois anos. Neste, que contou com a presença de aproximadamente 250 pessoas, a abertura constou de um ato solene onde se fizeram ouvir autoridades ligadas a Rede Metodista do Sul, ao Instituto Porto Alegre (IPA) e ao fórum como os Professores Roberto Pontes, Edgar Tinn, Vera Marques Maciel e Rosane Papaleo. Todas as manifestações foram unânimes em afirmar a importância dos eventos desta natureza que proporcionam um maior conhecimento da realidade atual dos Adultos Maiores ( denominação mais utilizada nos meios acadêmicos) e permite uma integração entre os grupos de diferentes localidades. Foram dois dias de intensas atividades culturais, artísticas e científicas das quais constaram: palestras, oficinas, apresentações musicais( corais, percussão, dança) e apresentação de trabalhos de pesquisa feitas por acadêmicos das instituições envolvidas no fórum.
O que não faltou foi animação nos diversos momentos em que a descontração era possível como nos intervalos na cantina, no jantar de confraternização e no momento das apresentações artísticas.
A EA foi representada pela colega Lia Rauber da Silva e por mim, tenho certeza que tanto ela como eu voltamos a Santa Maria com a alma leve e entusiasmadas com o que vimos e ouvimos em Porto Alegre.
Que venha o próximo fórum, lá estaremos de novo, com certeza!

Comentários

  1. Adoro seu entusiasmo pela Terceira Idade. Também sou assim quando estou bem de saúde. Estes dias estive e ainda estou ocupada organizando uma festa para um médico de oitenta e sete anos, e percebi que os meus convidados tem na maioria acima de cinquenta anos, e alguns acima de oitenta. Pensar no local do evento para esse grupo foi de primeira instância. E a festa está sendo feita para crianças, pois tem bolo confeitado, com boneco em caricatura. Está demais!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que entusiasma a gente é a vivacidade que se vê nos idosos de hoje, outros tempos não?
      Abraço, obrigada por nos seguir e pelo comentário , é disso que os blogs se alimentam.
      Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Gostou do que leu? Comente, seu comentário vai nos deixar muito felizes.

Postagens mais visitadas deste blog

Comemorar ou celebrar?

Encontrei na agenda da FAMES 2007 um texto muito interessante de autoria de Floriano Serra (Consultor de RH especializado em comportamento humano) que diferencia COMEMORAÇÃO de CELEBRAÇÃO.Vou reproduzir alguns trechos do artigo para suscitar uma reflexão.
"Comemorar e celebrar são a mesma coisa?...
...Comemoração, por exemplo, é interpretada e realizada como festa. Comemoram-se aniversários de nascimento, de casamento, de fundação, prêmios obtidos e momentos especiais...
...Em princípio, a celebração teria mais ou menos o mesmo sentido da comemoração mas hoje, no jargão organizacional, celebrar passa a ter um significado mais profundo, mais interativo, menos "festeiro"...
...Celebrar é compartilhar alegrias e vitórias , sem bandas e fanfarras.Celebra-se de modo discreto,quase silencioso,mas nem por isso menos intenso e verdadeiro.Para serem celebradas não precisam ser grandes alegrias e vitórias - até porque estas não têm tamanho ,peso nem altura. Ou são ou não são. Se são,…

Proteja o seu balão.

Na última quinta feira, tivemos uma aula extra de Gestão das Relações Humanas. O Prof. João Carlos nos surpreendeu com uma dinâmica que nos levou a encher balões, segurar um palito, fazer um círculo e jogando os balões para cima, mantê - los no ar, protejendo - os dos demais colegas. Passados alguns minutos, o professor nos instigou a atacar os demais balões com o intuito de afastar o "perigo" que eles significavam para o nosso balão. A partir daí foi um ataque geral, partimos com nossa "arma" para cima dos balões alheios e, um após outro, foram todos estourados.Feito isto, sentamo - nos e fizemos uma análise do nosso comportamento. Chegamos à conclusão de que demoramos para "agredir nossos adversários" porque, na realidade, não há competição entre nós, não nos vemos como adversários e, sim, como amigos, colegas. Em turmas de alunos mais jovens, segundo o professor, a iniciativa de furar o balão alheio, com o intuito de proteger o seu, é quase imediata.
Po…

VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

. Queremos atingir a meta de  100% de vacinação na  Escola para Adultos. E quiçás  entre os blogueiros  que nos acompanham.
Saiba mais:

27/04/2016 16h44- Atualizado em27/04/2016 16h44
Saúde inicia sábado vacinação contra gripe; meta é imunizar 49,8 milhões Campanha vai até o dia 20 de maio e não deve ser prorrogada, diz ministro.
Vacina trivalente protege contra H1N1, H3N2 e uma cepa da Influenza B. Gabriel LuizDo G1 DF
FACEBOOK